Chegar a “Casa”

Publicado: 08 outubro 2021

A Escola recebeu os novos estudantes de licenciatura, mestrado, pós-graduação e Erasmus+.

O pontapé de saída  das sessões de acolhimento do ano letivo 2021-2022 foi dado, no dia 1 de outubro, com a “Welcome Session” para os estudantes incoming, que chegaram à Escola ao abrigo do programa de mobilidade internacional Erasmus+. Já o dia 4 deste mês, que marcou o início das atividades letivas, contou, da parte da manhã, com as sessões de abertura das licenciaturas e, ao fim do dia, com as dos mestrados e de duas das três pós-graduações que a ESCS ministra. As receções terminaram no dia 6 de outubro, com a pós-graduação em Storytelling.

O Auditório Vítor Macieira acolheu grande parte das sessões.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Licenciaturas

O estudante Rúben de Matos conduziu as sessões dedicadas às licenciaturas.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Este ano, as sessões dedicadas aos cursos de licenciatura foram conduzidas por Rúben de Matos, aluno finalista de Jornalismo. O Presidente da ESCS subiu ao palco, no início de cada sessão, sublinhando a “enorme satisfação” por receber os novos estudantes e por regressar às atividades presenciais. O Prof. Doutor André Sendin destacou que “em cada 11 candidatos, só um é que entrou”, na medida em que a procura foi onze vezes superior às vagas oferecidas. Depois, debruçou-se sobre os órgãos de governo da Escola, apelando à participação naqueles em que os discentes têm assento (Conselho de Representantes e Conselho Pedagógico), bem como nas atividades extracurriculares, nos eventos que a instituição organiza, no CLiC (Centro de Línguas e Cultura do Politécnico de Lisboa) e no Programa de Mentoria Interpares MENTori@IPL.

O Presidente da ESCS, Prof. Doutor André Sendin, dirigiu algumas palavras aos estudantes, no início de cada sessão.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

De seguida, tomaram a palavra as coordenações dos cursos de licenciatura. Em cada uma das apresentações, os docentes Ana Raposo (Relações Públicas e Comunicação Empresarial ­— RPCE), Jorge Veríssimo (Publicidade e Marketing — PM),  Anabela de Sousa Lopes e Jorge Trindade (Jornalismo — JORN) e Ricardo Pereira Rodrigues (Audiovisual e Multimédia — AM) apresentaram, em traços gerais, a Escola e as licenciaturas que coordenam. Os professores abordaram a componente teórico-prática dos planos de estudos, o corpo docente composto por académicos e profissionais reconhecidos nas áreas de estudo que lecionam, a relação da ESCS com o mercado de trabalho e os seus alumni e a importância da mobilidade internacional como forma de enriquecimento curricular e pessoal.

Em cima: Ana Raposo (à esq.) e Jorge Veríssimo (à dir.).
Em baixo: Jorge Trindade e Anabela de Sousa Lopes (à esq.) e Ricardo Pereira Rodrigues (à dir.).
Fotografias: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Este ano, as sessões contaram, ainda, com a participação de antigos estudantes, que falaram sobre o seu percurso académico e profissional. No curso de RPCE, Mariana Craveiro, Gestora de Projetos na LPM Comunicação, relatou a sua experiência nas aulas e nas atividades extracurriculares, assegurando que, na ESCS, os novos alunos irão viver “momentos importantes” que ficarão “gravados na memória e na história” de cada um. Por sua vez, Maria Inês Coimbra, licenciada em PM e Digital Copywriter na YoungNetwork Group, afirmou que aquele primeiro dia de aulas foi “o primeiro dia do resto das vidas” dos novos estudantes. Na sessão de JORN, Pedro André Esteves, Jornalista na RTP, referiu que, na data desta sessão de abertura, fazia 10 anos que recebera a confirmação de que tinha entrado na ESCS e que a sensação de regressar, agora, à Escola era idêntica à de “voltar a casa dos pais”. E, em AM, Carlos Felgueiras e Sousa, Editor de Imagem na RTP, salientou o facto de, apesar de ter ingressado na Escola com uma diferença de idade de 13 anos em relação aos colegas, as “dinâmicas de grupo e as parcerias fora de aula” dissolveram a diferença de gerações.

Em cima: Mariana Craveiro (à esq.) e Maria Inês Coimbra (à dir.).
Em baixo: Pedro André Esteves (à esq.) e Carlos Felgueiras e Sousa (à dir.).
Fotografias: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)
A AE ESCS fez-se representar pela Presidente, Ana Carolina Martins.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Por fim, tomou a palavra Ana Carolina Martins, Presidente da AE ESCS, que destacou a “diversidade de projetos” nos quais os estudantes podem participar e “explorar ferramentas da comunicação” e nas quais terão a oportunidade de conhecer “pessoas incríveis que vão levar para o resto da vida”. “Apesar das cores dos cursos, temos uma Casa que nos une. Só juntos conseguiremos que esta evolua”, sublinhou.

Mestrados

O Presidente da Escola voltou a subir ao palco no início da sessão de abertura dos mestrados, começando por apelar à reflexão dos estudantes sobre o trabalho que pretendem fazer ao longo do curso, de forma a que o projeto lhes “dê gozo” pessoal e que, simultaneamente, “acrescente valor” à aprendizagem e competências adquiridas. De forma a aliciar os alunos a contribuir com investigação e produção científica, o Prof. Doutor André Sendin referiu as linhas de investigação da Escola, e os projetos associados às mesmas, e a revista Comunicação Pública, como atividades nas quais podem participar.

De seguida, em representação do Politécnico de Lisboa (IPL), a Prof.ª Doutora Anabela Graça, Pró-Presidente do IPL para a área da Saúde, dirigiu-se aos estudantes, congratulando-os por “acreditarem e escolherem” a ESCS e o IPL para prosseguirem os estudos. Anabela Graça encorajou os mestrandos a “fazerem a diferença” através do seu trabalho, colocando nele “doses de generosidade” e “responsabilidade individual e social”. “Faremos o nosso melhor para contribuir para o vosso sucesso”, assegurou.

Anabela Graça (à esq.) e Ana Raquel Cruz (à dir.).
Fotografias: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Também a AE ESCS marcou presença nesta sessão, através da sua vice-presidente, Ana Raquel Cruz, que, à semelhança de Ana Carolina Martins, falou sobre os benefícios de os futuros mestres terem escolhido a Escola e sobre as soft skills que podem ter a oportunidade de adquirir nas atividades extracurriculares.

O Prof. Doutor Joaquim Paulo Serra, Vice-Reitor da Universidade da Beira Interior e Presidente da Direção da SOPCOM (Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação), foi o orador convidado da sessão. Defendendo ser importante “ter uma noção do contexto do estudo do campo de investigação” das Ciências da Comunicação (CC), o docente e investigador traçou um breve resumo da história da SOPCOM e das CC em Portugal. Joaquim Paulo Serra incitou, ainda, os estudantes a “investigar a investigação”, ou seja, os seus autores, artigos publicados, plataformas de indexação, entre outros, explicando que a SOPCOM está a atribuir bolsas de estudo para projetos de mestrado que se debrucem sobre aquela temática.

O Prof. Doutor Joaquim Paulo Serra foi o orador convidado da sessão de acolhimento dos cursos de mestrado.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Por fim, um a um, os coordenadores de curso dirigiram-se aos estudantes. Sandra Pereira (Gestão Estratégica das Relações Públicas), Ana Teresa Machado (Publicidade e Marketing), Fernanda Bonacho (Jornalismo) e Filipe Montargil (Audiovisual e Multimédia) forneceram algumas orientações práticas aos novos alunos.

Em cima: Sandra Pereira (à esq.) e Ana Teresa Machado (à dir.).
Em baixo: Fernanda Bonacho (à esq.) e Filipe Montargil (à dir.).
Fotografias: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Ao mesmo tempo que a sessão de apresentação dos mestrados decorria no Auditório Vítor Macieira, as coordenações dos cursos de pós-graduação em Branding e Content Marketing e em Comunicação e Marketing na Indústria Farmacêutica davam, também, as boas-vindas aos estudantes, noutros espaços da Escola.

Welcome Session

A Welcome Session dedicada aos estudantes incoming, ao abrigo do programa Erasmus+, decorreu, no dia 1 de outubro, também no Auditório Vítor Macieira. No primeiro semestre do ano letivo que agora se inicia, a ESCS acolhe um total de 79 alunos estrangeiros, sendo que 21 destes vão estudar na Escola o ano inteiro. Em 2021-2022, predominam os alunos provenientes de Espanha (31), Bélgica (13) e Holanda (8), entre outros países europeus.

No 1.º semestre do ano letivo 2021-2022, a ESCS recebe um total de 79 estudantes incoming.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

A Prof.ª Carla Medeiros, uma das coordenadoras institucionais dos programas de mobilidade internacional na ESCS, a Presidente da AE ESCS, as representantes do Gabinete de Relações Internacionais e Mobilidade Académica (GRIMA) do Politécnico de Lisboa (IPL) e Margarida Saraiva, em representação do CLiC, deram as boas-vindas aos estudantes e esclareceram as dúvidas referentes ao funcionamento das aulas e da Escola.