Estratega digital

Publicado: 03 janeiro 2020

PERFIL PM: RÚBEN PARDAL

Após ter presidido à AE ESCS e terminado a licenciatura, Rúben Pardal tem trilhado o seu caminho profissional na área dos social media e conteúdos digitais.

Rúben Pardal “não sabia bem o que é que queria fazer” no futuro, na altura de ingressar no Ensino Superior. “Para terem noção, a minha segunda opção era Ciências Farmacêuticas”, conta, divertido. Contudo, no Ensino Secundário, teve um professor que lhe disse que tinha jeito para o Design e, como gostava da vertente, decidiu investir numa formação ligada a essa área. Na pesquisa dos cursos, deparou-se com a licenciatura em Publicidade e Marketing e a primeira unidade curricular que “saltou à vista” foi Design Gráfico. “Depois, o resto há-de ser fixe”, pensou. Quando entrou na Escola, ficou “supercontente” com a decisão.

Rúben Pardal é licenciado em Publicidade e Marketing.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Aplicar conhecimentos

Rúben entrou na ESCS em 2010. Apesar de considerar a componente teórica do curso “muito importante”, o escsiano recorda, principalmente, as unidades curriculares mais práticas, que permitiram a consolidação e aplicação de conhecimentos. “Em Distribuição e Vendas, tens de pitchar uma ideia em função de uma frase que o professor te dá. Em Marketing Estratégico, és obrigado a debater como se estivesses numa reunião de trabalho”, conta, a título de exemplo. “São metodologias que tu aprendes nas aulas que, depois, vais aplicar no teu dia-a-dia”, refere.

O escsiano destaca a componente teórico-prática do curso.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Trabalho em equipa na AE ESCS

O antigo estudante foi Presidente da Associação de Estudantes da ESCS.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Durante o curso, o antigo estudante começou a colaborar com a Associação de Estudantes (AE ESCS), na área do Design. Em 2012, candidatou-se e chegou a Presidente. “Foi um ano espetacular, não só pelo número de pessoas que conheci, mas pela dedicação que púnhamos nas coisas”, lembra. Da experiência, trouxe a aprendizagem de trabalhar em equipa. “Eu tinha aquela vibe muito individualista e, um dia, a minha Direção juntou-se e disse-me se tu continuas a fazer isto sozinho, não estamos cá a fazer nada. Aquilo foi um chip automático e eu pensei que, realmente, o trabalho em grupo é superimportante”, recorda. Durante o mesmo período, o escsiano foi, ainda, Vice-Presidente da Associação Académica de Lisboa.

Percurso profissional

Devido à sua dedicação à AE ESCS, Rúben optou por fazer a licenciatura em quatro anos. No último, mudou para o regime pós-laboral, para poder começar a trabalhar durante o dia. Iniciou o seu percurso profissional, em 2013, com um estágio na Leo Burnett, onde se dedicou “exclusivamente às redes sociais da [marca] Samsung, na altura em que se começou a falar de Facebook”. Já em 2014, mudou-se para a FCA Fiat Chrysler Automobiles, como Digital Marketing Manager Trainee. Mas o gosto pelo trabalho em agência levou-o, passado sete meses, a abraçar um novo desafio, na Publicis One Lisboa, como Estratega Digital. Durante quase dois anos, teve a oportunidade de colaborar com marcas como a Heineken e a Beefeater. Pelo caminho, ganhou o prémio de Estratega Digital do Ano 2016, do Clube de Criativos de Portugal. Entre 2017 e 2018, teve três experiências de curta duração na Wunderman Portugal, na Born e na J. Walter Thompson Worldwide, sempre com cargos ligados à estratégia digital. O mês de julho de 2018 marcou a entrada para a equipa da Worten Portugal, como Digital & Brand Activation/Sponsorship Manager, na área de Gaming e Esports, onde se encontra até ao momento. Paralelamente, é docente convidado em algumas aulas da EDIT., onde fala sobre social media e conteúdos digitais. “Cada pessoa tem o seu modo de ver o digital. É muito mais uma partilha daquilo que vou aprendendo e dos desafios que vou tendo do que propriamente ensinar alguma coisa. Tem de ser assim, porque se os alunos estiverem só calados, aquilo não mexe”, considera.

Rúben tem trilhado o seu percurso profissional na área do social media e estratégia digital.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

O dia-a-dia na Worten

Rúben é o responsável pela estratégia de Esports da Worten. “O gaming é um dos eixos estratégicos da marca e tem sido um desafio muito interessante, porque é uma área que praticamente ainda ninguém conhece”, explica. Diariamente, o escsiano trabalha os diferentes projetos que surgem em torno da ativação da marca. “O meu dia-a-dia acaba por ser muito research, muito briefing da agência, na parte mais estratégica”, conta. Na operacionalização, tem “a retribuição imediata” do seu trabalho. “Sabes se as pessoas se estão a divertir, se estão tristes, se vão chorar ou não, se estão com a lágrima no olho”, completa.

No final de 2019, o escsiano recebeu a medalha de ouro, na categoria de Brand Activation, no BEA World Festival, pelo projeto Lisboa Games Week, da Worten.
Fotografia gentilmente cedida por Rúben Pardal

No início de dezembro de 2019, o antigo estudante viajou até Milão, para o BEA World Festival, onde recebeu uma medalha de ouro na categoria de Brand Activation. Worten Game Ring, o projeto reconhecido, foi o primeiro que criou para a Worten. O conceito (“Faz unboxing ao melhor do Lisboa Games Week”) consistiu num stand, construído com caixas de cartão. No último dia do maior evento sobre videojogos em Portugal, os participantes foram desafiados a desmontarem as caixas, sendo que praticamente todas tinham um prémio. O objetivo passou, assim, por criar “uma experiência para o consumidor, sem ser apenas um ponto de passagem”.

Young Lions e outros projetos

Em junho de 2019, o escsiano viajou até à Riviera Francesa para representar Portugal no Festival Internacional de Criatividade Cannes Lions, após ter vencido a fase nacional, na categoria de Marketing. “Há malta da nossa geração com muito valor”, concluiu, após a participação.

No Palais, em Cannes, com o seu parceiro de equipa, Carlos Martins.
Fotografia gentilmente cedida por Rúben Pardal

Rúben tem estado, ainda, envolvido em algumas iniciativas para lá do seu trabalho na Worten. A nível pessoal, é autor do tumblr #ABeerWith, que desenvolve desde 2017. Apesar da sua presença nas redes sociais, a página foi criada com o intuito de fugir do meio online, através de encontros marcados com amigos do Facebook, que são, depois, partilhados. No mesmo ano em que criou este projeto, o antigo estudante participou no ABC Publicidade, do também escsiano Gonçalo Martinho. No dicionário da Publicidade, Rúben foi responsável pela letra Q e escreveu sobre o significado da palavra Quem.

Para o antigo estudante, a participação nestas iniciativas é “uma forma de dispersar”. “É como se fosse um desporto, para quem gosta de criatividade e de marcas. Acabas por trazer um ar puro para a tua vida que sabe bem”, considera.

Ensinar a pensar

Na opinião de Rúben, “qualquer instituição pode dar o conteúdo, mas nem todas conseguem ensinar a pensar” como a ESCS, fator que o jovem estratega digital considera ser “muito importante”. Para além do curso, o escsiano destaca o contributo das atividades extracurriculares, que lhe deram a “experiência a brincar” e que fazem com que, hoje, recomende a licenciatura na Escola. “Mais do que as aulas, que já são práticas, onde já resolves os problemas do dia-a-dia, toda a envolvência é brutal para tu te formares enquanto pessoa e profissional”, conclui.

O escsiano afirma que a Escola ensina os estudantes a pensar.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Por fim, desafiámos Rúben Pardal a responder a uma espécie de Questionário de Proust:

Um objeto essencial para o teu dia-a-dia.
Fones.

Uma cidade ou um país.
Barcelona.

Uma música ou uma banda.
No Cars Go, dos Arcade Fire.

Um filme ou um realizador.
Green Book, de Peter Farrelly.

Um livro ou em escritor.
1984, de George Orwell.

Uma série.
House of Cards.

Uma referência profissional.
Julian Cole, Creative Strategist londrino. É, basicamente, a minha estrela no Twitter. Sigo tudo o que ele faz e identifico-me muito com a sua forma de pensar.

Quando for grande, quero ser.
Cervejeiro. Quero ter a minha marca de cervejas. Está quase!


Conheça aqui mais histórias de perfis de Publicidade e Marketing.