Escsiana vence Bolsa de Investigação Jornalística

Publicado: 02 novembro 2018

A jornalista Catarina Fernandes Martins venceu uma Bolsa de Investigação Jornalística, promovida pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Catarina Fernandes Martins, licenciada em Jornalismo e profissional da área, venceu uma Bolsa de Investigação Jornalística, num concurso promovido pela Fundação Calouste Gulbenkian. A escsiana, que é, desde 2015, jornalista independente, concorreu, em equipa, com o colega de profissão Tiago Carrasco.

Esta não foi a primeira distinção que Catarina recebeu este ano. Em maio, a antiga estudante venceu, em equipa, com a docente da ESCS Joana Pontes, um Prémio de Jornalismo “Fernando de Sousa”, na categoria jornalista – media nacional, pela série documental Europa 30.

Catarina Fernandes Martins é, desde 2015, jornalista independente.
Fotografia gentilmente cedida por Catarina Fernandes Martins.

Catarina explica que “os jornalistas freelancer trabalham, geralmente, sozinhos e, muitas vezes, adiam trabalhar em projetos com maior profundidade para poderem pagar as suas contas”. Esta candidatura surgiu para “contornar esses desafios”. Apesar de não divulgar, para já, em que consiste a investigação, a escsiana conta que se trata de um trabalho “que consideramos importante, que exige a nossa total dedicação, implica custos relativamente elevados e que seria mais difícil de concretizar sem um apoio financeiro externo”. A antiga estudante acrescenta, ainda, que considera que “a investigação se faz melhor quando não estamos sozinhos”, por isso, quando surgiu a oportunidade, convidou o colega para submeterem uma candidatura conjunta. “Quisemos concorrer juntos para aprendermos e crescermos enquanto profissionais”, conclui.