ESCS ‘Em Peso’ na Futurália

Publicado: 11/04/2014

A ESCS marcou presença em mais uma edição da Futurália. A Escola foi também parceira institucional da feira.

A Futurália – Feira de Educação, Formação e Orientação Educativa decorreu, entre os dias 26 e 29 de março, em Lisboa. Como é habitual, a ESCS fez-se representar naquela que é a maior mostra de oferta de formação educativa do país. Para além da presença institucional no stand do Instituto Politécnico de Lisboa, assegurada pelo Gabinete de Comunicação e por um grupo de 25 alunos, a Escola foi também parceira da feira. Coube à ESCS produzir conteúdos audiovisuais, ao longo dos quatro dias do certame. Em contrapartida, a Futurália cedeu à Escola um outro stand onde uma vasta equipa de mais de 100 alunos teve a oportunidade de proporcionar experiências aos visitantes, mostrando-lhes o que de melhor se faz na ESCS.


[Fotografia] Equipa escsiana na Futurália.

Produção de conteúdos

Enquanto parceira, a ESCS produziu conteúdos (vídeo, fotografia e texto) para os canais de comunicação da Futurália (site e redes sociais). Para tal, a Escola mobilizou uma equipa permanente composta por 6 elementos: 2 repórteres, 2 operadores de câmara, 1 fotógrafo e 1 editor de vídeo. A gestão da equipa foi assegurada pelo Prof. Doutor André Sendin, Vice-Presidente da ESCS, por Marta Neves, coordenadora de produção, e pelos técnicos Carlos Jesus e Miguel Baptista. O ritmo de trabalho diário da equipa foi intenso. No total, foram produzidos: 12 vídeos (3 por dia), 4 artigos escritos (1 por dia) e 8 álbuns de fotografias (2 por dia). No fim da feira, produziram-se mais 2 vídeos.

Veja aqui os 14 vídeos produzidos pela ESCS para a Futurália.

As experiências

Os núcleos de atividades extracurriculares da ESCS também quiseram estar presentes na feira, divulgando a Escola junto dos visitantes (e potenciais alunos). Cada um proporcionou diferentes experiências. Para além dos núcleos, uma outra equipa de alunos teve a tarefa de prestar informações aos visitantes sobre a Escola e a sua oferta formativa. Para André Sendin, as iniciativas promovidas permitiram “o desenvolvimento de competências e de soft skills que são fundamentais e complementares aos planos curriculares dos cursos”.

O que fizeram os núcleos?

• O E2 montou um pequeno estúdio virtual, no qual os visitantes tiveram a oportunidade de gravar um vídeo e visualizar o resultado em tempo real.
• O nAV mostrou o que há por detrás das câmaras.
• O número f deu a experimentar as máquina fotográficas.
• A ESCS FM permitiu aos visitantes percorrer um percurso, através do qual passaram por todos os departamentos que constituem a rádio da Escola (comunicação, sonoplastia, informação e programação).


[Fotografia] Atividades dos núcleos no interior do stand da ESCS.

Vestir a camisola

A participação dos alunos da ESCS na feira fez-se notar. Para Marta Neves, coordenadora de produção da iniciativa, a mais-valia para os alunos é a “experiência que conseguem obter”. O contacto com o mundo profissional e trabalhar diretamente com um cliente real são características essenciais das parcerias que a Escola promove.
O Prof. Doutor André Sendin faz o balanço da participação da ESCS na Futurália a dois níveis. Do ponto de vista externo, foi “muito positivo”, face ao “entusiasmo” que os visitantes demonstraram aquando das experiências. Mas o evento também funcionou como uma ação de comunicação interna, servindo como uma “grande fonte de inspiração e de motivação para muitos alunos da Escola”. “Isso é tão importante quanto o balanço externo”, ressalva o Vice-Presidente da ESCS. André Sendin destaca ainda o “sentido de pertença” dos alunos que vestiram a camisola ao longo dos quatro dias da Futurália. “Vê-los trabalhar com entusiasmo e alegria é um sentimento único”, conclui.

Veja a participação da ESCS na Futurália 2014.

Fotografias gentilmente cedidas pelo número f.