A vida fora de água

Publicado: 20 julho 2018

PERFIL AM: JOÃO DIOGO POLÓNIO

Licenciado e mestre em Audiovisual e Multimédia, João Diogo Polónio aplica os conhecimentos adquiridos na ESCS para difundir a cultura do surf.

De forma inconsciente, João Diogo Polónio começou, no último ano de licenciatura, a desenvolver o projeto que viria a tornar-se no seu desafio profissional: The Outside Crowd. O escsiano tem, também, uma produtora e está envolvido em outros trabalhos ligados ao vídeo.

João Diogo Polónio é licenciado e mestre em Audiovisual e Multimédia.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Nada acontece por acaso

No Ensino Secundário, João frequentou um curso tecnológico de Informática. Após um estágio, seguido de um emprego nessa área, o escsiano optou por apostar no Ensino Superior, pois não se “via a trabalhar a vida toda” na vertente que dominou até então. “Por A+B, já não sei como, descobri a ESCS”, conta. Candidatou-se aos quatro cursos da Escola, tendo, como primeira opção, Publicidade e Marketing. “O objetivo era entrar e, a partir daí, logo se via”, explica. Acabou por ingressar em Audiovisual e Multimédia (AM), em 2011. “Hoje, olho para trás e não há a menor dúvida [de que foi o curso certo]”, assegura.

O escsiano entrou na Escola em 2011.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Depois da licenciatura, o mestrado

O antigo estudante começou a desenvolver, durante a licenciatura, o projeto The Outside Crowd.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

No decorrer do terceiro ano de licenciatura, o antigo estudante começou a desenvolver um trabalho de vídeo documental em torno do surf, atividade que tinha começado a praticar há pouco tempo. A partir deste projeto, surgiu a oportunidade de entrevistar outras pessoas ligadas à temática e, no final do curso, João percebeu que podia, de fato, iniciar algo pioneiro, que viria a tornar-se no The Outside Crowd: dar a conhecer personalidades ligadas ao surf, que têm atividades “fora de água”.

Apesar de considerar que “a licenciatura dá bases muito boas para o mercado de trabalho”, achou que o mestrado em AM poderia colmatar algumas questões e, um ano após ter terminado o 1.º Ciclo, decidiu candidatar-se. “Quando fui à entrevista, já tinha na cabeça o projeto final. Tinha alguns post-its na parede [com ideias]”, conta.

No mestrado, desenvolveu um trabalho de transmedia storytelling.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Living the vanlife : o transmedia storytelling aplicado ao género documental foi o nome do trabalho que apresentou para concluir o curso. “Eu reparei que havia muita malta a ir [viver] para o Baleal, não em autocaravanas, mas em carrinhas normais, e que isso era um problema porque as pessoas de lá são contra. O projeto tem um documentário que tenta explicar como é viver numa carrinha, pela voz de quem vive nas carrinhas”. O resultado final são dois vídeos para a web e uma zine, sendo que a informação está dividida pelos diferentes suportes.

“Embora o mestrado tenha a componente prática, ela não é a mais importante”, defende João, garantindo que o curso o ajudou a “desenvolver primeiro as coisas e pô-las a fazer sentido”.

Uma breve passagem pelo E2

No decorrer da licenciatura, João passou pelo E2, onde fez captação de imagem e edição. “Na altura, fazia o Repórter E2 e adorava, porque vais para fora, conheces pessoas e aprendes coisas. E, depois, o Panorâmica deu-me a perceção de como funciona o estúdio”, recorda. Apesar de ter sido apenas uma “breve passagem” pelo programa de televisão da ESCS, o antigo estudante defende que “não é justo tirar-lhe o mérito por ser um projeto académico”, uma vez que oferece, aos escsianos, a oportunidade de perceber como funciona o mercado de trabalho.

No E2, João fez captação e edição de imagem.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Prémios Tripla

Enquanto estudante da ESCS, João concorreu quatro vezes aos Prémios Tripla: em 2013, 2014, 2016 e 2017, sendo que venceu, consecutivamente, nos últimos dois anos (correspondentes ao mestrado), na categoria de 30 minutos. Em 2017, o escsiano venceu duplamente, uma vez que colaborou no vídeo vencedor ex aequo, submetido a concurso pela colega Filipa Bento, que conheceu durante o curso e com quem tendo vindo a trabalhar, desde então, a nível académico e profissional.

Em 2017, com a colega Filipa Bento, vencedora ex aequo da categoria 30 minutos nos Prémios Tripla.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

“Se é um nível superior, tenho a obrigação de fazer melhor”, pensou, quando concorreu no primeiro ano do mestrado. Na última participação, apresentou uma edição do seu trabalho final, Living the vanlife, que levará, agora, a concurso em festivais nacionais e internacionais.

Percurso profissional

João começou a sua carreira como assistente de fotografia.
Fotografia gentilmente cedida por João Diogo Polónio.

João deu início à sua carreira na área do audiovisual, ainda durante a licenciatura, como assistente de fotografia do seu irmão, em trabalhos de estúdio, produto e lifestyle.

Na pausa académica de um ano que fez entre a licenciatura e o mestrado, deu início ao The Outside Crowd, que tem vindo a desenvolver, desde então, com a colega Filipa Bento. Durante o processo, aprendeu sobre “a cultura do surf que não vem nas revistas”, através das histórias das personalidades que estão por trás das marcas, sendo essa a vertente que quer partilhar com os seguidores do projeto.

A partir do The Outside Crowd, surgiu a produtora Para a história. “As pessoas diziam que gostavam do estilo dos vídeos e que o podíamos aplicar noutras coisas. Mas não fazia sentido ter a [mesma] marca”, explica.

Os escsianos produzem, ainda, os vídeos do Executive Tifoso, “uma newsletter, em vídeo, com cinco temas relacionados com sports business and technology news” que é filmada semanalmente.

João Diogo Polónio e Filipa Bento começaram a trabalhar juntos durante o mestrado em Audiovisual e Multimédia.
Fotografia: Miguel Constantino

Parcerias e presença nos media

Ao longo do percurso, João orgulha-se de algumas conquistas do The Outside Crowd, no que diz respeito a parcerias e referências por parte dos media, dos quais destaca a Vice Portugal, o P3 e o Beachcam.

Recentemente, numa tentativa de levar o projeto a um outro nível, o escsiano contactou o Global Media Group, grupo responsável por publicações de referência como o Diário de Notícias, o Jornal de Notícias e a Men’s Health. “A resposta foi super positiva porque estavam prestes a lançar uma nova plataforma, o V Digital”, explica. Esta parceria traz, não só, visibilidade ao The Outside Crowd, como, também, a possibilidade de criação de conteúdos. O grande objetivo do escsiano é aproveitar esta oportunidade para “escalar o seu trabalho a nível nacional”.

O escsiano orgulha-se de ter visto o seu trabalho divulgado em vários media.
Fotografia gentilmente cedida por João Diogo Polónio.

O começo da aventura

“Existe um eu antes do The Outside Crowd e outro depois. E a ESCS foi fundamental, porque me permitiu começar e elevar para outro nível”, conta o antigo estudante. João defende que a licenciatura oferece as bases necessárias para os futuros profissionais do Audiovisual e Multimédia se lançarem no mercado de trabalho. Por seu lado, o mestrado complementa, no sentido em que ensina a pensar e a “aplicar [os conhecimentos] de uma forma diferente”. “Se a licenciatura for uma meia lua, o mestrado é o ciclo inteiro”, conclui.

João defende que a ESCS foi fundamental para desenvolver as capacidades necessárias para dar início ao projeto The Outside Crowd.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Por fim, desafiámos João Diogo Polónio a responder a uma espécie de Questionário de Proust:

Um objeto essencial para o teu dia-a-dia.
Fones para ouvir música.

Uma cidade ou um país.
Londres.

Uma música ou uma banda.
Dois: G-Easy e Ludovico Einaudi.

Um filme ou um realizador.
Dois: Take Shelter, de Jeff Nichols, e Wonder Woman, de Patty Jenkins.

Um livro ou um escritor.
O Principezinho põe a Gravata, de Borja Vilaseca.

Uma série.
Três: West World, La Casa de Papel e Impulse.

Vídeo ou fotografia.
Vídeo.

Quando for grande, quero ser…
Um exemplo, tal como outras pessoas são um exemplo para mim.


Conheça aqui mais histórias de perfis de Audiovisual e Multimédia.