O que Dizem os Nossos Mestres?

Publicado: 21 junho 2013

O 2.º ciclo de estudos lecionado na ESCS proporciona a recém-licenciados e profissionais com experiência no mercado de trabalho a extensão de competências e melhoria curricular. Para uns, é o seguimento natural do plano de estudos e um complemento à licenciatura, a aprendizagem ou diversificação de novos conhecimentos, para outros, valorização pessoal ou profissional. A especialização num dos quatro mestrados é uma ótima formação para o início ou desenvolvimento de uma carreira profissional. Foi o que fizeram Luís Madeira, mestre em Audiovisual e Multimédia, Diogo Moreira, mestre em Gestão Estratégica das Relações Públicas, Maryline Almeida, mestre em Jornalismo, e Fábio Lima, mestre em Publicidade e Marketing. Esta semana, apresentamos os testemunhos de Maryline Almeida e de Fábio Lima.

 

"Excelente complemento à minha formação"
Maryline Almeida,
Mestre em Jornalismo

[Fotografia] "O mestrado permitiu-me adquirir a formação necessária para exercer a atividade de jornalismo televisivo", afirmou Maryline Almeida.

Sempre esteve nos planos de Maryline Almeida ingressar na área da Comunicação Social. Após a conclusão da licenciatura em Cinema, optou por avançar para o mestrado em Jornalismo na ESCS, na esperança de encontrar mais oportunidades no mercado de trabalho. “Não só por se tratar de uma paixão, mas também na esperança de que daí resultassem melhores oportunidades futuras”, disse a mestre. Maryline concorda que o mestrado foi determinante para a sua entrada no mercado de trabalho. “Permitiu-me adquirir a formação necessária para conseguir exercer a atividade de jornalismo televisivo. Considero que foi um excelente complemento à minha formação”, revelou. A trabalhar como jornalista no Porto Canal, onde realiza diariamente reportagens televisivas, Maryline afirma que grande parte da formação que adquiriu na área do Jornalismo provem do mestrado. “Destaco a importância prática do curso, lecionado por profissionais que estão no ativo nas respetivas áreas do jornalismo, o que nos permite obter uma melhor perceção das dificuldades e tendências em ambiente laboral”, mencionou. Na opinião da mestre, o segundo ciclo de estudos em Jornalismo da ESCS oferece elementos essenciais a uma boa formação e preparação para enfrentar o mercado de trabalho, mas também “disponibiliza importantes oportunidades, como Erasmus e os estágios profissionais”, que contribuem para a evolução pessoal e profissional dos alunos. Maryline realizou um Relatório de Estágio que teve como tema “O Jornalismo de proximidade”. “Tendo em conta que o estágio foi realizado num canal de televisão de cariz regional – o Porto Canal –, optei por dedicar-me ao jornalismo de proximidade como promotor do desenvolvimento de uma região”, concluiu.

 

"O conhecimento não ocupa lugar"
Fábio Lima,
Mestre em Publicidade e Marketing

[Fotografia] A especialização na área do Comércio Eletrónico permitiu a Fábio ganhar competências fundamentais para o desenvovimento da sua carreira profissional.

Quando terminou a licenciatura em Publicidade e Marketing (PM) na ESCS, Fábio Lima começou de imediato a estagiar numa agência de marketing digital. “Só me fazia sentido seguir para o mestrado se já tivesse alguma experiência profissional. Era a única forma de tirar proveito de uma graduação”, referiu. Ingressou no mestrado de PM da ESCS, o qual encarou como “uma continuação da licenciatura, sendo que as áreas abordadas acabam por ser mais especializadas, o que torna tudo mais vantajoso e interessante”, mencionou Fábio. Para o mestre em PM, a formação adquirida durante este segundo ciclo de estudos teve influência na profissão que exerce hoje. “Ajudou-me a nível de conhecimentos e de especialização na área do comércio online, mas também no que diz respeito ao mercado de trabalho”, disse. “O mestrado da ESCS é exigente e tem reconhecimento e credibilidade no mercado profissional”, comenta Fábio, que acrescenta ainda como fatores positivos do mestrado, o apoio do corpo docente. “Os professores ajudam-nos bastante a superar as dificuldades e estão sempre disponíveis a responder a qualquer dúvida que tenhamos”. A proximidade entre docentes e alunos “torna tudo mais fácil e faz com que os estudantes se sintam integrados”, afirmou. Fábio está neste momento a trabalhar na agência Consultório – Consultores de Comunicação, Lda, onde exerce funções de Account e Community Manager. A sua dissertação intitulou-se “O Comércio Eletrónico e as Plataformas B2C e C2C: contribuições para o estudo do comportamento do consumidor online”. Como estagiou e trabalhou na área digital, decidiu fazer a sua dissertação de mestrado sobre esse tema. “Achei que podia ser um projeto interessante. Percebi que havia muitos clientes a querer implementar plataformas de comércio electrónico, mas não havia know-how”, concluiu.