O Criativo do Momento

Publicado: 24 maio 2013

Hugo Veiga, ex-aluno de Publicidade e Marketing, passou pela ESCS, no passado dia 24 de maio, para dar uma palestra sobre aquilo que faz melhor: ser criativo.

O escsiano Hugo Veiga, um dos maiores criativos da atualidade, regressou à ESCS e deu uma palestra para uma plateia composta maioritariamente por alunos, que encheram por completo a sala 2P9. Na plateia, estiveram também presentes muitos ex-alunos, que vieram à Escola para ver o ex-colega. Durante cerca de uma hora e meia, Hugo Veiga mostrou alguns ensaios e ideias que, em conjunto com os seus colegas da agência Ogilvy de São Paulo, fez nos últimos dois anos. “Para fazer uma boa campanha, é necessário focar a ideia em soluções que vão além do que é pedido no briefing”, mencionou o ex-aluno. À medida que ia passando e comentando vários vídeos, Hugo Veiga deixou alguns conselhos aos atuais alunos da Escola. “Independentemente da vossa área, sejam criativos. É necessário trabalhar muito para ser talentoso, mas se estão apaixonados por uma coisa, não vão sentir que estão a trabalhar, vai ser um passatempo”, disse. E para provar que com muita persistência se podem atingir os objetivos, o criativo deu o exemplo do jogador de futebol Isaías: “ele rematava muitas vezes e falhava muito, mas quando acertava, marcava grandes golos. Temos de tentar várias vezes até conseguirmos o nosso objetivo”. Foi ainda relembrado o Prof. Carago, uma personagem fictícia criada pelo próprio para se candidatar a entrevistas de emprego. Hugo Veiga disse ainda que “a ESCS é uma das melhores Escolas do país, a nível de instalações e formação”. A palestra foi transmitida em direto via streaming pelo nAV e durante o tempo que decorreu, a hashtag #hugoveigaescs foi a mais utilizada no Twitter em Portugal.

[Fotografia] Hugo Veiga deu uma palestra sobre criatividade, com muito humor à mistura.

De volta à ESCS

Hugo Veiga terminou a sua licenciatura em Publicidade e Marketing há 12 anos. Desses tempos tem lembrança dos colegas, professores e funcionários da Escola. Mas é dos projetos paralelos que Hugo Veiga tem mais memória. “Lembro-me do chão duro do auditório, onde dormi várias noites por causa dos Commies”, revelou. O ex-aluno diz que no seu dia-a-dia, a nível profissional, utiliza muitos conceitos que aprendeu nas aulas, os quais transporta para as suas ideias. Na opinião do criativo, os estudantes têm de ser proativos. “Na Escola tens os meios e as ferramentas necessárias para te distinguires dos outros, as atividades extracurriculares são importantes para fazer essa diferença”. Confessa que foi nos núcleos “que aprendeu a fazer”. Eu meti-me em tudo o que havia para fazer”. Pertenceu ao grupo de teatro, participou nos Commie Awards, esteve no departamento criativo da AEESCS e participou em duas competições Clio Limited Edition. “Dá para fazer muitas coisas na Escola, aproveitem as oportunidades”, concluiu.

Vídeo viral

Há oito anos no Brasil, o escsiano, que trabalha desde 2009 como copywriter na agência Ogilvy São Paulo, é um dos co-autores da campanha “Dove Real Beauty Sketches”. O vídeo desta campanha é o spot publicitário mais visto de sempre no Youtube. Apesar de ter acompanhado todo o processo de realização do vídeo, Hugo Veiga nunca pensou que este se tornasse viral. “A marca era forte e com a qual as pessoas se identificavam. A ideia era irreverente, pôr uma marca de cosméticos a fazer um vídeo com um polícia de retratos falados. Sabíamos que tínhamos um conjunto de ingredientes para fazer um vídeo que causasse buzz, não imaginávamos era o potencial viral do mesmo”, explicou. A revista Creativity considerou Hugo Veiga como um dos criativos a conhecer em 2013, e descreveu a campanha Dove como um dos mais fortes candidatos a arrebatar os maiores prémios nos festivais de criatividade deste ano. O ex-aluno já foi premiado no maior certame de publicidade e criatividade, tendo já ganho um Leão de Ouro, um de Prata e dois de Bronze. Como o próprio confessou, “é um enorme orgulho ter ganho estes prémios e uma sensação de realização profissional e pessoal”.