Mestre em AM premiada no festival Guiões

Publicado: 28 junho 2022

Rita Roberto, mestre em Audiovisual e Multimédia, venceu a Competição Longas do Guiões – Festival do Roteiro de Língua Portuguesa.

A oitava edição do Guiões – Festival do Roteiro de Língua Portuguesa premiou, no passado dia 7 de junho, no Cinema São Jorge, Rita Roberto, mestre em Audiovisual e Multimédia. A escsiana venceu na Competição Longas, direcionada a roteiristas que procuram produtoras e distribuidoras.

O guião premiado, intitulado “O meu nome é Luiza de Jesus”, resulta do trabalho de projeto “Biopic – A convergência entre realidade e ficção”, realizado por Rita Roberto, na ESCS, no ano letivo 2020/21, com vista à obtenção do grau de mestre. A história fala sobre Luíza de Jesus, uma jovem de 23 anos, que, no século XVIII, foi acusada de ter roubado e assassinado 34 bebés. No decorrer do pitch, perante o júri do festival, a escsiana explicou que, quando começou a pesquisar sobre a protagonista, percebeu que “havia muitas pontas soltas e incongruências possíveis de serem dramatizadas”, o que lhe permitiria “criar uma história com um grande enredo emocionante a cada cena”.

A escsiana Rita Roberto, na apresentação do pitch do seu guião.
Fotografia: Facebook do festival Guiões

Rita Roberto conta que a ideia de escrever sobre Luiza de Jesus surgiu antes da inscrição no Mestrado em AM, quando, em 2015, se deparou com a história. Sendo a escsiana guionista, decidiu “juntar o útil ao agradável” no seu Trabalho de Projeto. “Desde o início, queria escrever um guião verosímil e bem dramatizado, tendo decidido recorrer a um historiador e uma psicóloga clínica na construção de determinados fatores sobre a história que queria contar”, explica a alumna da ESCS, acrescentando que “a opção desse nível de detalhe agradou muito” aos seus orientadores. Os docentes Jorge Souto e Pedro Lopes acompanharam, assim, o “processo teórico e ficaram particularmente entusiasmados com o guião”.

Apesar de, inicialmente, a escsiana não ter pensado em participar em festivais, após a defesa do seu Trabalho de Projeto, decidiu melhorar o argumento, “obedecendo aos requisitos solicitados” pelas competições. “Ter vencido o Festival Guiões foi uma alegria enorme. O guião passou por tantas fases. Foi muito prazeroso ver tanto esforço e trabalho culminarem num reconhecimento maior do que alguma vez pude imaginar, de grande impacto pessoal e profissional”, afirma. Rita garante que “muito do esforço e disciplina foram adquiridos durante os dois anos do mestrado em AM, na ESCS. Encontrei sempre quem me inspirasse e motivasse a fazer melhor”. Agora, não põe de parte a possibilidade de participar noutros festivais e até de, eventualmente, traduzir o guião para inglês. “Futuramente, espero conseguir alcançar mais pessoas, prémios e todo o reconhecimento que advier do meu trabalho como guionista”, conclui.