Evoluir no digital

Publicado: 17 agosto 2018

PERFIL PM: JOANA TREMOÇO

Após terminar a licenciatura em Publicidade e Marketing, Joana Tremoço iniciou o seu percurso profissional no digital e tem vindo a acompanhar o constante progresso do setor.

Um mês após concluir a licenciatura, Joana Tremoço integrou a equipa da MTV Portugal, na área do digital. A partir daí, foi evoluindo nesta vertente, dentro de outras empresas, como a TIMwe e a Randstad, até chegar ao GroupM, onde é, atualmente, Programmatic Buying Unit Lead.

Joana Tremoço é licenciada em Publicidade e Marketing.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

A chegada à ESCS

Natural de Abrantes, Joana chegou a Lisboa, em 2006, para estudar Publicidade e Marketing (PM) na ESCS. “Na altura, tinha outras opções que, felizmente, não escolhi, como Contabilidade, Gestão e coisas do género”, confessa. A escsiana explica que tinha dois amigos que já estavam na Escola e que “falavam muito bem” da mesma. Como a irmã também estudava Comunicação, decidiu conhecer os cursos da ESCS, sendo PM a licenciatura à qual acabou por se candidatar.

A antiga estudante ingressou na ESCS em 2006.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

escstunis e a vida boémia

A escsiana conta que a tuna a ajudou a integrar-se na capital.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Durante dois anos, Joana tocou cavaquinho na escstunis e envolveu-se, sempre que possível, noutros projetos. “Não era membro ativo das praxes, mas tudo o que era vida boémia, eu alinhava”, conta. A jovem explica que, para além de “ter feito amigos para a vida”, a tuna deu-lhe a possibilidade de “conhecer a cidade de outra forma” e de criar uma maior ligação não só com os estudantes, como, também, com os professores e funcionários não-docentes. “Fez-me sentir mais em casa”, defende.

Apesar de não ter feito parte de nenhum núcleo extracurricular, a antiga estudante explica que a escstunis tem uma “relação muito próxima” com os membros das atividades que, muitas vezes, fazem a cobertura das atuações. “Acho que somos um ente querido da Escola”, garante.

Percurso no digital

Um mês após ter terminado o curso, em 2009, Joana integrou a equipa do canal MTV Portugal, onde fez gestão de conteúdos, traduções de jogos, entre outras atividades ao nível do digital. Depois, foi para a TIMwe, uma empresa nacional de conteúdos mobile. “Acho que é [uma empresa] ótima para quem está em início de carreira, eu aprendi imenso, é uma escola”, conta.

O percurso profissional de Joana tem sido na área do digital.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Entretanto, uma colega que tinha ido para a Randstad apresentou-lhe uma proposta de emprego no departamento de digital, que tratava não só das questões relacionadas com a empresa de recursos humanos, como, também, as dos seus clientes diretos. “Gostei muito, éramos uma equipa de cerca de sete pessoas e foi uma experiência muito boa porque, como o departamento não era o core business da Randstad, nós tínhamos de fazer as coisas acontecer e de nos fazer notar”.

Há cerca de quatro anos, foi convidada, por outra colega, para ir para o GroupM, onde tem trabalhado e evoluído desde então.

GroupM

A escsiana trabalha no GroupM há cerca de quatro anos.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Joana deu início à sua jornada, no GroupM, na equipa de Search, onde fazia a gestão de campanhas, com o intuito de, posteriormente e tendo em conta o seu percurso profissional, ser alocada à de Performance. Neste segundo departamento, executava tarefas operacionais, “sempre em ligação com as agências: ligar, desligar, otimizar. Tudo em plataforma”.

Passado algum tempo, a antiga estudante teve a oportunidade de mudar para uma função mais ligada à consultoria. “O meu dia a dia é falar com as agências, perceber quais são as necessidades, quais as campanhas que são necessárias ativar, receber briefings e, depois, trabalhar, a nível tático e estratégico”, explica.

A escsiana confessa que vê uma continuidade da sua carreira dentro da empresa, tendo em conta que o seu trabalho é valorizado. “Sempre me deram possibilidade de experimentar outras coisas”, esclarece, pelo que “o futuro passa por aqui, [mas] não necessariamente na mesma função, porque o mercado do digital está em constante mudança”.

Aposta na formação

Depois de sair da ESCS e entrar no mercado de trabalho, Joana continuou a apostar na sua formação. “Uns dois anos depois, fiz um curso intensivo de Marketing Digital, que focava coisas como Google Adwords, Facebook Marketing, E-mail Marketing e coisas do género. Foi um dos primeiros cursos que apareceu em Digital Marketing”, conta. Depois disso, fez e faz, sempre que possível, outras formações relacionados com a área.

Joana tem apostado na sua formação.
Fotografia: Gabcom (Serviço de Comunicação da ESCS)

Devido à sua progressão na empresa, a escsiana concluiu, em outubro do ano passado, uma pós-graduação em Gestão. “O meu percurso está a levar-me por um caminho mais de gestão e não por funções mais operacionais, como já tive e adorei ter”, esclarece.

Reflexo da Escola

Da sua passagem pela ESCS, Joana destaca três fatores: ser “uma Escola pequena, [que permite uma maior] proximidade entre professores, alunos e funcionários”, a componente prática do plano de estudos e a quantidade de antigos estudantes que se encontram no mercado de trabalho. “Estes profissionais que vieram da ESCS estão bem preparados e posicionados. E isso é um ótimo reflexo do que a Escola nos dá”, conclui.

Por fim, desafiámos Joana Tremoço a responder a uma espécie de Questionário de Proust:

Um objeto essencial para o teu dia-a-dia.
Telemóvel.

Uma cidade ou um país.
Abrantes, a minha cidade do coração.

Uma música ou uma banda.
Tenho várias músicas e várias bandas. Eu ouço tudo!

Um filme ou um realizador.
Jean-Pierre Jeunet (vejo muitos filmes franceses).

Um livro ou um escritor.
O que leio é tudo muito técnico. Seth Godin e outros autores da minha área.

Uma série.
Todas as séries. Vejo muitas séries.

Um programa de televisão.
Property Brothers.

Uma rede social.
Instagram.

Quando for grande, quero ser.
Quero voltar às origens.