André Sendin preside Direção da ESCS

Publicado: 20 junho 2018

O Prof. Doutor André Sendin tomou posse como Presidente da ESCS e liderará a Direção da Escola durante os próximos quatro anos de mandato.

Os Serviços da Presidência do Instituto Politécnico de Lisboa (IPL) acolheram, no passado dia 19 de junho, a tomada de posse dos membros da nova Direção da ESCS, onde o Prof. Doutor André Sendin assumiu a presidência da Escola. A cerimónia contou, ainda, com a assinatura do despacho que nomeia a Prof.ª Doutora Sandra Miranda como Vice-Presidente.

O Prof. Doutor André Sendin preside a nova Direção da ESCS, que conta com a Prof.ª Doutora Sandra Miranda como Vice-Presidente.

A dinâmica da ESCS

A sala dos Serviços da Presidência do IPL foi pequena para a concentração de pessoas que quis assistir à tomada de posse do Prof. Doutor André Sendin como Presidente da ESCS. Foi, de facto, motivo de destaque por parte do Prof. Doutor Elmano Margato, Presidente do IPL, que deu início à sessão, notabilizando a presença, “de uma forma exuberante”, da comunidade escsiana (alunos e funcionários docentes e não-docentes) nas tomadas de posse dos órgãos de governo da Escola – dos Conselhos Pedagógico e de Representantes (20 de abril) e do Conselho Técnico-Científico (25 de maio) – e, agora, da Direção. “É uma prova da dinâmica da ESCS”, constatou.

O momento em que o Prof. Doutor André Sendin toma posse como Presidente da ESCS. O Prof. Doutor Jorge Veríssimo, Presidente cessante, passa, agora, o testemunho ao Prof. Doutor André Sendin.

Durante a sua intervenção, Elmano Margato agradeceu, ainda, ao Presidente cessante, Prof. Doutor Jorge Veríssimo, pelo trabalho realizado ao longo dos últimos oito anos. O Presidente do IPL sublinhou a postura “leal e irreverente” de Veríssimo durante os dois mandatos em que esteve à frente da Escola, desejando que “continue a dar o seu contributo” à instituição. O Presidente do IPL constatou que André Sendin “herda uma tarefa que não é fácil, que é dar continuidade ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido” e referiu que Sendin deverá “trabalhar com justiça” e ser “coerente e justo na tomada de decisão, [tratando] todos com equidade”.

Ao tomar a palavra, o Presidente empossado, que foi Vice-Presidente entre 2010 e 2018, começou por agradecer às pessoas que, com ele, colaboraram durante oito anos, desde os alunos ao secretariado da Direção e Vice-Presidentes. Mas, sobretudo, a Veríssimo, por “ter sabido liderar a Escola” e por “aquilo que partilhou” consigo.

A cerimónia contou com casa cheia.

O Prof. Doutor André Sendin referiu que a Escola “tem muitos desafios”, para o mandato que se inicia, referindo aspetos como a Qualidade, a Internacionalização, a criação de um Centro de Investigação e de um curso de doutoramento. Dirigindo-se a Elmano Margato, destacou o importante contributo dos Serviços da Presidência para alcançar os feitos a que se propõe. “Não vamos conseguir sem a ajuda do IPL”, referiu.

Programa de Candidatura

Antes de ser eleito Presidente da ESCS, pelo Conselho de Representantes da Escola, no passado dia 4 de junho, o então candidato apresentou um Programa de Candidatura, com os planos para o quadriénio 2018-2022, cuja missão é elevar a ESCS a Escola de Comunicação “líder em Portugal”.

Como objetivos estratégicos, o Prof. Doutor André Sendin propõe, antes de mais, a aposta numa “formação humana de alto nível”, através “de uma oferta educativa de qualidade”,  da valorização da atividade dos funcionários docentes e não-docentes e da educação “pessoal, social, inteletual e profissional” dos estudantes.

O Prof. Doutor André Sendin foi eleito pelo Conselho de Representantes da Escola.

A aposta na investigação passará por criar um Centro de Investigação acreditado pela FCT, preparando, assim, a Escola para a criação de um doutoramento.

É objetivo, ainda, criar um “novo modelo de internacionalização”, com o intuito de “inserir plenamente a ESCS nas redes internacionais de investigação e ensino”, promovendo uma maior notoriedade e visibilidade da Escola.

Para finalizar, o programa defende uma “liderança transformadora, inclusiva e participativa”, como forma de valorizar os “colaboradores e equipas de trabalho”, consolidando uma “visão de futuro e um clima organizacional positivo”.

Quem são os membros da nova Direção da ESCS?

André Sendin

O Prof. Doutor André Sendin é doutorado em Comunicação Social pela Universidade Complutense Madrid.

Docente na ESCS, desde 1994, já passou por diversos cargos de gestão da Escola, de entre os quais, foi sub-diretor do Departamento de Publicidade e Marketing (1997-2002), Vice-Presidente do Conselho Pedagógico (2000-2003), membro do Corpo Docente e Mesa da Assembleia de Representantes (1997-2003), Coordenador Departamental dos programas de mobilidade dos estudantes, na área de Audiovisual e Multimédia, Diretor do departamento da mesma área (2005-2010) e membro da Direção do Instituto de Comunicação e Média de Lisboa, sediado na ESCS (2010-2013).  Entre 2013 e 2015, foi Presidente da APMP (Associação para a Promoção do Multimédia e da Sociedade Digital). No Politécnico de Lisboa, é, desde 2013, vogal do Conselho Fiscal da Fundação para o Desenvolvimento do IPL e, desde 2015, membro do Conselho Geral.

Antes de presidir à Direção da ESCS, foi Vice-Presidente da Escola, durante oito anos, correspondentes aos dois mandatos do Prof. Doutor Jorge Veríssimo.

Sandra Miranda

A Prof.ª Doutora Sandra Miranda é doutorada em Comunicação Social pela Universidade Complutense Madrid.

Docente na ESCS, desde 1998, foi membro fundador da equipa de investigação do Observatório de Publicidade (2001), uma parceria ESCS/Instituto do Consumidor e é, desde 2003, membro do Conselho Técnico-Científico.

Em 2010, ocupou o cargo de coordenadora do mestrado em Publicidade e Marketing (2010-2018).