Comunicar (com) Liberdade & Responsabilidade – Justiça Ambiental

A Licenciatura em Relações Públicas e Comunicação Empresarial (RPCE) e a Secção de Relações Públicas e Comunicação Organizacional (RPCO), em parceria com a Plataforma Portuguesa das ONGD e a DECO (Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor) convidam:

Media Talks (2.ª edição): Comunicar (com) Liberdade & Responsabilidade – Justiça Ambiental
Data: 16 de maio
Hora: 14h às 19h
Sala: 2P9


Inscrições

A participação é gratuita, mas requer inscrição.


PROGRAMA

14h15-15h30 — Mini Talk: ABC das Alterações Climáticas, com José Luís Monteiro (Oikos, Cooperação e Desenvolvimento)

Se nos anos oitenta todos sabíamos onde estava o problema, hoje alguns de nós insistem em nem sequer acreditar que existe um problema. Mas pior, muito pior é que nos anos oitenta poder-se-ia adiar a resolução do problema indefinidamente pois ele não iria piorar, mas as alterações climáticas têm uma natureza completamente diferente. Não fazer nada é garantir que o problema se agrave. Não fazer nada é condenar definitivamente o planeta.
José Luís Monteiro, Jornal Publico, novembro 2016

15h30-16h — Pausa Justa (sala 2P8)

16h–17h30 — Mini Talk: Justiça Ambiental e os Consumidores, com Paulo Fonseca (DECO – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor)

As alterações climáticas trazem consigo novas desigualdades e injustiças, por exemplo pela necessidade, cada vez maior, de um acesso eficaz à energia. Há muito trabalho para as associações de consumidores no que diz respeito à pobreza energética. É importante dar informação aos consumidores, mas sobretudo adequar o discurso a públicos que não têm informação e formação. Há muita caridade para quem passa fome, mas não tanta para quem passa frio ou calor.
Conferência “Um Ambiente de Justiça para os Consumidores”, Alfândega do Porto, outubro 2018

18h-19h — Conferência “Pensar ambiente é pensar em ética”, com Doutora Sofia Guedes Vaz

A ética ajuda-nos a gerir a relação que temos connosco, com o mundo e com os outros. Mas a ética é também uma questão de construção de uma realidade em que gostaríamos de viver, delineando o seu desenvolvimento de determinada maneira.
Sofia Guedes Vaz, Visão, janeiro 2011


Enquadramento das Media Talks:

Um meio ambiente saudável é um direito universal! Apesar das Alterações Climáticas serem uma realidade que se faz sentir, com cada vez mais intensidade, um pouco por todo o mundo, e de estarmos todos e todas a sofrer as suas consequências, os seus impactos ambientais, económicos e sociais não são democráticos. Os problemas causados pelas alterações climáticas são muito mais graves nas regiões do mundo que menos responsabilidade tiveram em tornar este o maior desafio que enfrentamos.
A Justiça Ambiental será o tema da 2.ª edição das Media Talks, Comunicar (com) Liberdade & Responsabilidade, coorganizadas pela Plataforma Portuguesa das ONGD, pela DECO – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor e pela Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa.
O que significam concretamente as Alterações Climáticas? Que efeitos se fazem sentir já e quais os seus maiores impactos a médio e longo prazos? De que forma a (in)Justiça Ambiental tem impacto em nós, consumidores, e o que podemos fazer para enfrentar este problema? O que tem a Ética a ver com o Ambiente? De que forma é que estes assuntos complexos podem ser comunicados ao público em geral? Qual é o nosso papel, enquanto comunicadores, para a consciencialização deste problema?

Ao abordarmos estas questões, pretendemos, também, contribuir para que todos os Comunicadores possam ter acesso a informação fidedigna e detalhada sobre temas relevantes para o bem comum, promovendo, simultaneamente, uma utilização responsável dos meios e dispositivos que temos, hoje, à nossa disposição, para comunicar.

Este encontro destina-se, por isso, sobretudo, a estudantes e profissionais de todas as áreas da Comunicação, mas está aberto à participação de qualquer pessoa interessada nestes assuntos.


Organização:
• Coordenação da Licenciatura em RPCE
• Secção de RPCO
• Plataforma Portuguesa das ONGD
• DECO (Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor)